• facebooktintas2000
  • linkedintintas2000
  • youtubetintas2000
  • youtubetintas2000

O significado das cores

Leave a Comment


Sabemos melhor do que ninguém o que uma cor nos pode proporcionar. Quando estamos com muito calor, deixamos logo o preto de lado. No verão, cores mais fortes e marcantes como o amarelo, vermelho ou laranja aparecem com tudo. Para o inverno, deixamos as cores mais escuras e apostamos nos tons mais claros para as situações mais leves.
E, no momento de decorar a sua casa, ou pintar as paredes, as tintas também podem ser escolhidas conforme o clima que quer que aquele ambiente tenha. Assim, conheça o significado das mais famosas cores para decidir qual o tom que mais combina com a sua casa.

Veja também o nosso mais recente [INFOGRÁFICO] A PSICOLOGIA DAS CORES NO SEU LAR

AMARELO


Remete-nos ao calor, luz e sol, transmitindo-nos assim, muita alegria, optimismo e descontracção. É um tom totalmente inspirador, que é até capaz de despertar alguns instintos em nós humanos, como é o caso da criatividade.

AZUL


O azul, passa maior credibilidade, harmonia e tranquilidade. Por isso, o melhor é optar por tintas azuis para a decoração do seu escritório em casa, por exemplo, para promover o clima que esse ambiente precisa. Além disso, o azul também simboliza o céu, a água e o próprio infinito, mas dependendo do tom, ele também pode ser significado de depressão ou de monotonia.

BRANCO



O branco, é o tom da pureza, paz e é claro, também remete a um ambiente sempre limpo e bem iluminado. Não há muito para falar sobre a cor, no entanto, ela é a responsável pela reflexão de todos os raios luminosos.

LARANJA


O laranja, é um indicador de sucesso, vitalidade, alegria e ao mesmo tempo, desperta a criatividade e também nos dá animo.

ROXO


Enquanto isso, o roxo regista os significados de magia, espiritualidade e até mesmo mistério.


VERDE


O verde, dá sensação de liberdade, esperança e saúde ao mesmo tempo. O verde também simboliza a sustentabilidade e o próprio meio ambiente, também simbolizando o dinheiro e a liberdade.

0 comentários:

Enviar um comentário